Ato por uma USP Livre

O Sintusp está há décadas na USP promovendo um verdadeiro banditismo sindical. Já o DCE age feito linha auxiliar e invade a reitoria ciclicamente. Temos que dar um basta nisso! Temos que nos manifestar! Temos que passar o recado de que a USP não é deles!

Quem não se manifesta consente. Temos que agir,

pois eles estão se mobilizando para deslegitimar nosso ato e movimento. Vamos na frente do Sintusp e incomoda-los, dar o recado de que a USP não é deles!

Estudantes, docentes, funcionários e quaisquer outros contribuintes de impostos compareçam no ato contra o Sintusp e essa greve que está em andamento. Lutaremos contra o desrespeito ao contribuinte de impostos, a truculência e o radicalismo desses sindicalistas e militantes estudantis tradicionais!

[Bandeiras da USP Livre]

A USP Livre, como organização dos estudantes insatisfeitos com as ações dessa minoria ruidosa e baderneira, coloca os seguintes pontos como bandeiras de sua organização:

1-Tolerância ZERO com grevistas baderneiros:

O próprio termo "greve de alunos" não faz nenhum sentido do ponto de vista lógico e, em nosso ordenamento jurídico, não há nenhuma previsão legal que permita os estudantes
declararem greve e muito menos atrapalharem seus colegas e interromperem de forma truculenta as atividades dos docentes e discentes. Defendemos a
soberania dos professores na escolha das punições desses baderneiros. E apoiamos a expulsão da USP de todos piqueteiros por estarem desrespeitando a lei
e apoiamos, acima de tudo, os contribuintes que sustentam a universidade com o dinheiro de seus impostos.
Alunos que espontaneamente não queiram assistir as aulas devem estar cientes das possiveis repercussões de seus atos.

2- Não reconhecimento da legitimidade das assembleias de alunos e, por consequencia, de suas decisões:

Aluno não é classe profissional, não há lastro juridico nenhum que garanta a soberania das decisões das assembleias estudantis. Não entraremos nem no mérito do absurdo
método de votação empregado por essas assembleias. Simplesmente nenhuma assembleia estudantil tem o direito de extirpar o direito alheio dessa forma fascista e criminosa.
Diferentemente do que os grevistas ignorantemente vem espalhando por aí, o direito coletivo não se sobrepõe ao direito individual.

3-Soluções inovadoras para os problemas de verbas da USP:

Sai ano e entra ano e os grevistas sempre tocam exatamente na mesma tecla. Reclamam de problemas que no fundo tem a mesma origem: A crise financeira que assola nossa universidade,
e, acima de tudo nosso país. A USP Livre acredita que a solução para o problema de verba da USP não é piquetando salas de aula e impedindo a atividade fim de nossa
universidade, defendemos como solução. De inicio defendemos como solução as medidas elencadas pelo professor Sergio Almeida, da FEA-USP:
http://www.ilisp.org/artigos/10-maneiras-para-a-usp-ganhar-dinheiro-e-resolver-sua-crise-financeira/

4-Exclusão de funcionários que abusam do direito de greve e terceirização de seus cargos:

É de conhecimento popular que o orçamento da usp está comprometido 102% somente com folha salarial. E não podemos mais aceitar que funcionarios que recebem o dobro e,
muitas vezes o triplo, de seus análogos da iniciativa privada perturbem TODO ANO a paz de nossa universidade pela pretensão egoísta de aumentos salariais que fogem
da realidade financeira nacional. Isso é um abuso e um desrespeito tamanho com todos os contribuintes do País. O povo tem o DIREITO de EXIGIR que os funcionários
financiados com o SEU DINHEIRO exerçam sua atividade da melhor maneira possível. E também tem o direito de exigir que os alunos que tem o PRIVILÉGIO de fazer parte
dessa instituição que façam jus ao seu dinheiro.

Horário e data ainda a ser definido.

▼ Mostra Mais


São Paulo
25 Outubro , Quinta 19:00
Compartilha

Mais Próximos Eventos

 18 Dezembro , Terça
 Avenida Paulista,
 06 Dezembro , Quinta
 São Paulo Expo, São Paulo
 08 Dezembro , Sábado
 Allianz Parque, São Paulo
 10 Dezembro , Segunda
 Espacofesta, São Paulo
 30 Novembro , Sexta
 Vila Do Chaves, São Paulo
 15 Dezembro , Sábado
 Transamerica Expo Center, São Paulo
 24 Novembro , Sábado
 Campo De Marte, São Paulo
 08 Dezembro , Sábado
 Galpão Fest, São Paulo
 09 Dezembro , Domingo
 Autódromo de Interlagos, São Paulo
 03 Dezembro , Segunda
 Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, São Bernardo do Campo
 15 Dezembro , Sábado
 Village Canindé, São Paulo
 24 Novembro , Sábado
 MASP - Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand, São Paulo
 01 Dezembro , Sábado
 Teatro Bradesco, São Paulo
 24 Novembro , Sábado
 UFABC - Universidade Federal do ABC, Santo André
 09 Dezembro , Domingo
 Carioca Club Pinheiros, Pinheiros
 14 Dezembro , Sexta
 Fundação Nestle Brasil., São Paulo
 01 Dezembro , Sábado
 Jardim Brasil Sp. Kebrada De Responça,
 02 Dezembro , Domingo
 Parque Ibirapuera Conservação, São Paulo
 25 Novembro , Domingo
 Estádio Cícero Pompeu de Toledo, São Paulo
 03 Dezembro , Segunda
 Um amor chamado Palmeiras, São Paulo
 16 Dezembro , Domingo
 No Raio Que O Parta, São Paulo
 29 Novembro , Quinta
 Transamerica Expo Center, São Paulo
 07 Dezembro , Sexta
 Dojo Central - Instituto Takemussu, São Paulo
 24 Novembro , Sábado
 Amador Bueno - Penha, São Paulo
 02 Dezembro , Domingo
 Travessia do Canal de Ilhabela, São Paulo
 09 Dezembro , Domingo
 Teatro Leopoldo Fróes, São Paulo
 08 Dezembro , Sábado
 São Paulo Expo, São Paulo
 08 Dezembro , Sábado
 Estádio Cícero Pompeu de Toledo, São Paulo
 02 Dezembro , Domingo
 Parque da Independência, São Paulo
 16 Dezembro , Domingo
 Praça Charles Miller, São Paulo
 18 Dezembro , Terça
 Viajo Agora, São Paulo
 01 Dezembro , Sábado
 Paróquia Nossa Sra Perpétuo Socorro, Santo Amaro
 20 Novembro , Terça
 São Paulo, SP, Brazil, São Paulo
 23 Novembro , Sexta
 JazznosFundos / CCMI, São Paulo