808TrapParty l 07/04 l Raffa Moreira l Beco Canteiro Central SCS

Em 1991, em Memphis, Dj Paul se juntou ao seu meio irmão Lord Infamous e Juicy J para o formar o grupo Backyard Posse, que posteriormente acabou sendo somado com outros rappers e resultando no Three 6 Mafia, uma espécie de Wu-Tang Clan do sul.

Diferente do rap social e muito lírico que era febre na

época, o grupo vinha com letras obscuras, corajosas, violentas, muitas delas falavam sobre as “trap house’s” que são casas abandonadas aonde os traficantes do sul misturam e vendem drogas. O som do pessoal da 3 6 era realmente diferente, não só pelo conteúdo agressivo e obscuro, mas pelo lado sonoro também, as batidas feitas em sintetizadores soavam diferentes de raps com convencionais, as faixas eram mais voltadas ao lado melódico da canção, e artistas do gênero soltavam série de repetições de rimas possivelmente ligadas ao syrup, droga líquida popular na região, em que quando um usuário está sob efeito dela, ele geralmente repete muito o que fala e trava nas suas ideias, dessa maneira via-se que os membros do grupo eram usuários da droga e faziam músicas para o pessoal curtir a “brisa” do syrup.

De uma maneira mais clara, o syrup tinha uma certa relação com o Trap, assim como o lança perfume tem com o nosso funk.

Com o lançamento de uma série de fitas cassete, o grupo não apenas conseguiu um contrato com a Sony, mas influenciaram uma série de artistas locais. Após a Three 6 Mafia, praticamente todo mundo no sul estava rimando sobre a vida nas trap house’s de forma agressiva e corajosa em batidas mais frenéticas do que o comum. Com o passar do tempo, o movimento foi sendo propagado por nomes como UGK e Master P, mas na época conseguiu ser ofuscado pelo rap nova iorquino e californiano de Biggie e Tupac, que conseguia manter quase toda a atenção do mundo do rap em suas quebradas.

Vamos abordar o Trap antes de virar mundialmente “POP”. É possível afirmar que o inicio foi em 95 com o “Three 6 Mafia“, mas o som do “six” teve muita influência de produções com Gangsta Rap, então por mais que os caras faziam o que hoje encontramos no Trap, não utilizavam o termo Trap Music, mas sim, foi uma influência.

O berço é Atlanta, capital da Georgia, famosa por ser uma grande rota de transporte dos Estados Unidos, antigamente era ponto final das linhas férreas, e atualmente abriga o aeroporto mais movimentado do mundo.
Essa rota, transformou a cidade na “capital da armadilha”, o termo “Trap” que traduzido, significa “Armadilha”, surgiu das “Trap House”, nome utilizado pelas casas que serviam como ponto de drogas ou boca de fumos, onde acontecia a reunião de traficantes, com festas regada com muita droga, mulheres e sempre com muito Rap. Nessas casas, sempre tinham estúdios a música e o trafico de drogas andam juntos, onde o Rap era a maior forma de expressão cultural de Atlanta e também uma forma de lavar rios de dólares geridos pelo tráfico.

Muita gente leiga e até blogs especializados andam deturpado o verdadeiro Trap e confundindo-o com o EDM Trap (EDM é música eletrônica), mas não se engane, o verdadeiro sub-gênero tem muito mais valor cultural, expressão e história do que isso. Se como muitos fãs de rap você acha que foi Waka Flocka Flame e o Gucci Mane que começaram com isso, então saiba que você está redondamente enganado, sabe como tudo isso realmente começou?

Por mais que em todos os Estados Unidos nomes como: Eminem, Jay Z, DMX, entre outros ganhavam quase toda a atenção do rap, o movimento trap ainda reinava e imperava no sul americano. Em 2001, Lil Jon lançou seu disco We Still Crunk, que não abordava assuntos como tráfico e trap house’s, porém posteriormente deu mais forma ao lado sonoro Trap.

O rap do sul naquela época era algo cada vez mais dançante, que vinha acompanhado de batidas pesadas e líricas voltadas para festas, ainda mais com a prisão do lendário Pimp C, mas em 2003T.I. colocou as coisas no lugar com o lançamento do disco Trap Muzik. Com o álbum, finalmente o trap ganhou sua denominação, o projeto foi bastante aclamado pela crítica e segundo T.I., ele não era apenas um disco de rap, ele era um disco de TRAP, música que lidava com todos os aspectos da “trap house”, desde as drogas até os carros e jóias dos traficantes, como eles se portavam, o jeito agressivo de lidar com os problemas, etc, produtores como como DJ Toomp, Sanchez e até Kanye West ajudavam a dar identidade a esse trabalho. A partir desse disco, o trap começou a ter uma identidade e destaque maior dentro da cultura.

Dois anos após o lançamento do disco Trap Muzik de T.I., um jovem promissor de Atlanta com o nome de Gucci Mane estourou com seus raps cheios de batidas agressivas, como as do Lil Jon, e líricas totalmente criminosas voltada ao estilo de vida “trap house”, os quais eram acompanhados de videoclipes em casas abandonadas onde ele aparecia cheio de jóias e carrões. Da mesma forma que ele conseguia atenção com o lançamento dos seus videos, ele também conseguia influenciar muita gente das suas proximidades como: Jeezy, e com o lançamento de seu disco independente Trap House, Gucci conseguiu fixar de uma vez por todas o trap no mapa do rap.

Gucci Mane trouxe junto a ele sua gravadora Brick Squad, que tinha artistas como Slim Dunkin eOJ Da Juiceman, mas um cara em especial se destacava perante os outros, Waka Flocka Flame. O rapper começou sua carreira com o pé direito lançando o single “Oh Lets Do It“, a canção ganhou um grande destaque nas paradas e teve sua batida posteriormente usada para “freestyles” de gente como Ludacris e Lil Wayne. Ao lado de Waka, também tínhamos Lex Luger, um jovem produtor promissor, suas batidas eram facilmente identificáveis pelo uso pesado de 808’s, timbres nítidos, sintetizadores frenéticos, sinistro e rítmica Danny Elfman, então com grande
ajuda de Lex, Waka Flocka lançou seu disco Flockaveli, um álbum com 17 faixas, das quais 11 eram produzidas por Lex Luger, e o fez o Trap explodir, decolar, viajar, estourar, e definitivamente ir às alturas.

No meio de tanta monotonia na cultura, o pessoal do rap finalmente estava animado novamente, o mundo do hip hop parou para observar o movimento do trap, as batidas de Lex Luger conseguiram se tornar um fenômeno hipnotizante, assim como o que as batidas do Dj Mustard são hoje em dia. Nomes como: Plies, Rick Ross, Juicy J e produtores como: Drumma Boy, Southside ajudavam ainda mais o ritmo a ganhar espaço e atenção nas ruas, na virada da década de 2000 para 2010 o trap ganhou muito glamour e atenção.

Em 2012, um novo movimento de produtores e DJs de música eletrônica surgiu e começou a incorporar elementos da música trap em suas obras. Isso ajudou a expandir a sua popularidade entre os fãs de música eletrônica. Um número de ramificações estilísticas de música trap desenvolveu-se, que, na segunda metade de 2012, ganharam um aumento na popularidade viral e fez um impacto notável sobre a dance music.

Assim como todo ritmo em suas raízes, o trap foi evoluindo, muita gente foi chegando para somar ao movimento, muitos hits foram sendo produzidos e o gênero foi ganhando um espaço e consistência cada vez maior no meio musical. Em 2012, o trap ganhou uma subvertente no meio da EDM e com a grande onda de violência em Chicago, veio o surgimento do Drill.

O Drill é basicamente como o trap em sua essência, mas com o conteúdo ainda mais violento e explicito ainda, grandes nomes como: Chief Keef, Lil Durk e Lil Bibby são alguns dos grandes líderes desse gênero e cultura.

Hoje em dia o trap tornou-se uma verdadeira febre no mundo, grande parte dos atuais hits de rap são de trap ou sofrem influência do mesmo, nomes como: Jay Z, Kanye West, A$AP Rocky e até Lady Gaga e Rihanna já arriscaram algo em instrumentais do sub-gênero.

A vertente hoje em dia é tão extensa, que já conta até com suas subvertentes, o Drill de Chicago é uma delas e o EDM Trap é outra.

Hoje em dia tá todo mundo, TODO MUNDO envolvido com o trap, Young Thug, Tyga, Lil Wayne, A$AP Ferg, Kanye West, French Montana, Wiz Khalifa, Jay Z, Big Sean, Rick Ross, Travi$ Scott, Pusha T, etc, fica até meio difícil de dizer um artista que não esteja envolvido com o gênero.

Nada foi feito da noite pro dia, finalmente a pequena vertente que nasceu de forma tímida num local com pouca expressão no meio do rap, agora é uma gigante na música, finalmente o trap tem seu merecido lugar e respeito na indústria musical.


>>> A #808TraParty# chega com intuito de foralecer a cena e fornecer mais um local para os admiradores e fãs do gênero Trap e suas subvertentes ( Memphis, Dirty South, Crunk, Drill, Plug dentre outros) >>>>>> Raffa Moreira(SP/GRU) > SELECTTA KBC (DF/CWB)

>>>> Rapeiro (DF)

>>> ** COBERTURA DO EVENTO : VI$H MIDIA ** LOCAL : Beco do Canteiro Central - SCS quadra 3 bloco A lote 210 (ENTRADA POR TRÁS DA ENTRADA PRINCIPAL)

>> VALOR : $20 ANTECIPADO (www.sympla.com.br)
>>> NA HORA OUTRO VALOR

▼ Mostra Mais

SCS quadra 3 bloco A lote 210 - Ed. Paranoá, 70303-912
Brasília
07 Abril , Sábado 22:00
Compartilha

Mais Próximos Eventos

 31 Dezembro , Segunda
 Planalto central DF-Brasilia,
 31 Dezembro , Segunda
 Brasília, DF, Brazil, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Palácio do Planalto,
 01 Janeiro , Terça
 Palácio do Planalto,
 26 Dezembro , Quarta
 Congresso Nacional Brasileiro, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Palácio do Planalto,
 01 Janeiro , Terça
 Palácio do Planalto,
 01 Janeiro , Terça
 Brasília, DF, Brazil, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Palácio do Planalto,
 31 Dezembro , Segunda
 Brasília, DF, Brazil, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Palácio do Congresso Nacional, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Praça dos Três Poderes, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Brasília, DF, Brazil, Brasília
 15 Dezembro , Sábado
 Federal District, Brazil,
 01 Janeiro , Terça
 Palácio Do Alvorada-Residência Oficial Da Presidência Da República, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Brasília, DF, Brazil, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Brasília, DF, Brazil, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Praça dos Três Poderes, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Palácio do Planalto,
 01 Janeiro , Terça
 Brasília, DF, Brazil, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Palacio Do Planalto, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 República Federativa do Brasil, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Palacio Do Planalto, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Palacio Do Planalto, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Praça Dos Três Poderes - Brasília-DF, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Palácio do Planalto,
 01 Janeiro , Terça
 Palácio do Planalto,
 01 Janeiro , Terça
 Esplanada dos Ministérios, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Brasília, DF, Brazil, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Brasília, DF, Brazil, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 National Congress of Brazil, Brasília
 31 Dezembro , Segunda
 Palácio do Planalto,
 01 Janeiro , Terça
 Palácio do Planalto - Presidência da República, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Brasília, DF, Brazil, Brasília
 01 Janeiro , Terça
 Brasília, DF, Brazil, Brasília